Lisboa, 2009.

07Jan09

Lamento o número de dias sem escrever, mas estava, mais uma vez, à espera de fotos! E o que seria deste blog sem fotos parvas?..

Bom, comecemos por relatar Lisboa. Lá fui, dia 15, às 6h da manhã num comboio para Génova e depois outro para Milão para poder apanhar o avião a tempo. Os comboios atrasaram-se horas e eu cheguei mesmo a dizer ao telefone à Marta que ia perder o avião e que possivelmente ia ficar a dormir em Milão, enfim. Mas felizmente fui com umas horas de avanço e, mesmo com os imprevistos, cheguei mesmo na hora certa ao aeroporto. Lá fui (com a Martinha, que está em Bolonha com a Marta. Erasmus é um mundo, ’tá visto) e, mal cheguei ao aeroporto de Lisboa, a primeira reacção que tive foi da minha querida irmã, que disse que eu parecia um Bulldog de tão gorda que a minha cara estava. Sempre lovely. Abracei a mãe, mal vi o pai (ai ai ai!) e fui para casa. Soube-me bem vê-la outra vez. O meu verdadeiro quarto. O chão em madeira e não em pedra fria. A cozinha limpíssima, a sala grande com sofá e televisão (coisa que não me cheguei a habituar a ver, já que não usava uma há três meses). A GATA! O meu amorzinho, lá estava ela gorda como sempre ! 🙂 Duas semanas deram para receber miminhos da mãe, cantar as (sempre as mesmas) músicas parvas com o pai. Atrofiar com a irmã e o Jerome. Ir ver a avó. Ter vários almoços, lanches, jantares de família que gosto taaanto 🙂 Guiar! E que mito era aquele de se esquecer como se guia? 3 meses passaram e eu estou exactamente na mesma, de volta à carrinha familiar cinzenta! Vi o projecto para a nossa nova cozinha – e gostei 😀 Matei saudades da comidinha que mais me faltava em Itália (sim, mesmo apesar da frase que mais tenha ouvido tenha sido “ah! estás gorda!”): cerelac, croquetes, pão de ló, os panados e arroz chao-chao do pinguim, mcflurry de corneto de morango. Nhaaaami. Não se preocupem, já estou em dieta. Pelo menos a tentar.

( fotos de Lisboa 🙂 )
Continuando: os amigos! O bairro alto (que morreu com a nova lei de fechar às 2h. A sério, não podia ter ficado mais deprimida.), a Baixa, o Tejo, os cafés e o metro de Telheiras, até mesmo o Colombo cheeeeio de gente a fazer compras de Natal – normalmente odiaria, mas peço desculpa, até disso tinha saudades.

 

Ir embora foi fácil por ir com a Ana e Sofia. E por os meus pais já estarem em Marrocos, por isso não houve aquele momento um pouco triste de dizer adeus no aeroporto. Chegámos a Milão. Não tínhamos exactamente sítio onde dormir, a ideia era dormir no aeroporto, mas felizmente uma rapariga que está em Milão a fazer Erasmus deu-nos abrigo (repito: é um mundo). Éramos 6 raparigas lá em casa. Ela fez-nos a tour de Milão no dia seguinte e depois seguimos para Pádova para encontrar a Teresa, Maria, Kate e Sara!

(foto à japonesa em Milão)(eu e a Annie em Milão) (já com elas na casa da Teresa em Pádova!)


Dormimos lá e no dia seguinte partimos para Bolonha onde nos iríamos encontrar com as raparigas com quem estivémos em Milão (uma delas é a Joana, que eu já conhecia, foi para Moçambique com a Teresa. Grande confusão, I know!). Passámos lá a passagem-de-ano! 🙂 Jantámos em casa da Joana e depois fomos para a praça que estava cheia e havia um lobo gigante a ser queimado – acho que representa as coisas más de 2008! Foi muito giro 🙂

No dia seguinte ainda deu tempo de fazer um tourzinho de Bolonha (para quem ainda não tinha visto, eu cá já começo a ser regular na cidade :P).

À noite voltei para Pisa. A casa está vazia e eu preciso de estudar. Não é o melhor dos ambientes, mas oh well, época de exames não poderá ser outra coisa. Mas estou a ansiar pelo dia em que voltam todos, que isto de viver numa casa de 7 pessoas que agora está vazia é meio estranho.

Bom, beijinhos a todos! 🙂

 PS: Umas partes estão escritas em tamanho normal e outras estão minúsculas, eu não sei o que se passa, I’m sorry!

 

Anúncios


5 Responses to “Lisboa, 2009.”

  1. 1 mãe

    Até parece que adivinhava que ias escrever hoje.

    Meu doce, só pelo blog sei do que gostas e não gostas.
    Por esta descrição bem se confirma que era dificil eu perceber onde estavas exactamente na passagem de ano. Como é que de Milão para Bolonha é previsto passar por Pádua…..
    Enfim, Erasmus!!!

    Também eu, como se tem visto nos telefonemas, estou desejando que os teus flatmates (é assim que se escreve???’) cheguem para ficares mais animada. Precisas de estudar, é certo, mas a tua voz mete dó.

    Beijinhos da mãe

  2. 2 madalena

    nao consigo ler aqelas letras minimas :/

  3. 3 Filipa (do quarto ao lado)

    Acho indecente não referires q

  4. 4 Filipa (do quarto ao lado)

    oopps carreguei ok antes de tempo!

    Acho indecente não referires que tens saudades dos teus flatmates 😛

    No outro dia tive um pesadelo….sonhei que o meu quarto em Pisa, por não ser limpo há três semanas (sim, continuo por Portugal), estava cheio de bichos! Aranhas, traças e até bichos da seda (lol!). Por acaso não podias fazer aí um abre-te Sésamo e passar tan tan nos cantos das paredes? Por favorrrrrrr! Não quero ser comida por bichos quando chegar! 😛

    Beijinhos e és uma corajosa! Eu não ficava nessa casa sozinha!

  5. 5 Eu

    Já havia muitas pessoas ansiosas por novas notícias e mais fotos parvas. Please go on. We love it.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: